Ontem à noite a cena eletrônica global foi surpreendida com a triste notícia da morte do produtor suíço radicado na Itália Roberto Concina, conhecido como Robert Miles, autor do atemporal hit “Children”, de 1995, que chegou ao topo das paradas musicais em 12 países, vendendo milhões de cópias na época, tornando-se uma das canções eletrônicas mais vendidas de todos os tempos.

Robert bebeu na fonte de influências como Brian Eno, FSOL, Radiohead e Pink Floyd. A causa de sua morte, aos 47 anos, segundo seu canal OpenLab (um instituto de arte e música baseado em Ibiza, que inclui uma emissora de rádio), foi um câncer de nível 4, contra o qual ele lutou corajosamente por nove meses.

A nota informa ainda que Robert enfrentou o período da doença com força, determinação e coragem incríveis, fazendo tudo o que estava ao seu alcance para chegar à cura. “Robert foi mais do que um artista, ele foi um pioneiro, uma inspiração, um filho, um pai, um amigo”.

A OpenLab tinha como objetivo revelar artistas até então desconhecidos das massas. Pelo Twitter, DJs como Armin van Buuren, Judge Jules, Adam Beyer, Headhunterz e Ferry Corsten lamentaram a morte do produtor.

Ouça abaixo o hit que Robert perpetuou: