Produtores de House Music do Brasil, uni-vos. Nos últimos dias, o experiente e lendário DJ Meme chamou a atenção da internet com uma pesquisa que visava “tirar daquele cantinho escuro” produtores que se viam sufocados por criar músicas cujo gênero não era o que estava na moda.

“Não é possível conceber que em um país de dimensões continentais como o nosso, todo mundo esteja caminhando para a mesma direção”, justifica o produtor. “Às vezes os canais sociais dos artistas não são suficientes, então é preciso que nomes mais experientes, como eu, deem espaço para novos talentos”.

O resultado desta pesquisa musical pode ser conferido nesta página: House Music Brazilian Producers. Meme recebeu cerca de 300 produções, ouviu uma a uma e descobriu muita gente boa. Decidiu revelar 30, por enquanto. “Não são muitos porque eu percebi que o Brasil perdeu um pouco desse link com a House Music, mas são muito bons”, conta o DJ. Entre os produtores, figuras mais experientes também estão na lista, como Bry Ortega e Liboni, para citar apenas dois exemplos.

Com viagem marcada para uma tour pela Europa, Meme está em estúdio compondo seu novo álbum e com data definida para uma apresentação que promete: dia 20 de Maio o Laroc Club, de Valinhos/SP, vai receber apenas dois Long Sets – um de Meme e outro de ninguém menos que Erick Morillo, que vai celebrar 20 anos de sua gravadora Subliminal Records. Cinco horas de cada. Fica a dica e ficam os nossos parabéns pela triagem valiosíssima, Meme!